O crescimento populacinal e Malthus

Através da análise de dados, o estatístico Hans Rosling afirma que devemos evitar a morte de crianças pobres para ocorra uma transformação no modelo familiar ao longo do tempo. Atualmente, o planeta contém mais de 7 bilhões de pessoas e a cada minuto nascem outras 180, de acordo com a ONU.

Thomas Malthus (1766 – 1834), um dos economistas clássicos, buscou analisar o crescimento populacional e o problema da pobreza no mundo. De acordo com suas ideias, a pobreza estava ligada à questões morais e tinha origem nas necessidades naturais ( de alimentação e reprodução) do homem. Porém a terra, não teria capacidade para suportar o grande crescimento populacional gerado pelas camadas mais baixas da população.

A solução de acordo com Malthus seria deixar os pobres morrerem em suas próprias misérias. Ninguém teria culpa desta situação. “Os pobres seriam os responsáveis por sua própria sorte. Tudo o que precisavam fazer para eliminar sua pobreza era a abstinência sexual, era ter menos filhos.” O desenvolvimento econômico das classes mais baixas geraria apenas mais gastos e o aumento do número de filhos. As nações, por sua vez, deveriam produzir mais alimentos em menos tempo, superando o crescimento populacional.

Em diversos aspectos a teoria malthusiana se aplica a realidade vivida em nosso país e em outras nações. Porém, o avanço tecnológico vem permitindo novas possibilidades para resolução do problema de produção de alimentos. Em países mais desenvolvidos o crescimento populacional tornou-se um problema: a redução no número de filhos causou a escassez de mão-de-obra.

No Brasil, a população também começa a se tornar mais velha. No Censo realizado em 2010 pelo IBGE, os habitantes com mais de 60 anos representavam 7,4% do total (14,9 milhões). Mas para 2060 a projeção é de que ocorrerá um grande crescimento no número de idosos que passarão a representar 26,7% da população geral (58, 4 milhões).

Para Rosling (do vídeo acima), no entanto, é preciso que ocorra um equilíbrio no crescimento econômico, de modo que, tanto os mais pobres quanto os mais abastados tenham o número de filhos necessários para realizar a reposição natural de habitantes.

Links:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/08/130829_demografia_ibge_populacao_brasil_lgb http://www.gapminder.org/videos/will-saving-poor-children-lead-to-overpopulation/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s