Produção e Produtividade marginal decrescente

Bem, primeiramente, procuraremos responder, o que é a Função de produção, qual a sua utilidade e onde pode ser aplicado.

A função produção indica qual a quantidade máxima de produto que pode ser produzida dada uma determinada quantidade de fatores produtivos e uma determinada tecnologia. Este conceito pode ser aplicado a um produto ou a um serviço, a uma empresa, a um setor de atividade ou mesmo a toda uma economia.

Algebricamente e de uma forma simplificada, a função produção pode ser apresentada da seguinte forma: Q = Q (L, K), em que Q representa a quantidade de produto produzida e L e K a quantidade de fatores produtivos, trabalho e capital respectivamente.

Tratando-se de economia, é crucial levar em conta e distinguir, o curto e longo prazo, sendo assim:

Curto prazo: no processo produtivo, o curto prazo é aquele período de tempo no qual pelo menos um dos fatores de produção é fixo. Ou seja, quando consideramos uma fazenda ou sítio, a terra, por exemplo, não será ampliada em extensão (o que envolveria novos investimentos). Numa fábrica ou oficina, o capital físico (máquinas, instalações) também será constante, podendo variar o fator trabalho e as matérias-primas, energia, etc.

Longo prazo: considera-se aqui um período mais amplo de tempo, no qual todos os fatores são considerados variáveis.

Terminada a primeira parte da nossa qualificação, voltemos agora a nossa atenção para o princípio da produtividade marginal decrescente, este princípio pode ser conceituado da seguinte forma:  aumentando-se a quantidade de um fator variável, permanecendo fixa a quantidade dos demais fatores, a produção de início crescerá a taxas crescentes; a seguir, após certa quantidade utilizada do fator variável, passará a crescer a taxas decrescentes, ou seja, continuando o aumento da utilização do favor variável, a produção decrescerá.

Um exemplo clássico é o aumento do número de trabalhadores em certa extensão de terra a ser cultivada. Numa primeira fase a produção aumenta, mas logo se chega a um estado de nenhum aumento na produção, devido ao excesso de trabalhadores em relação à extensão da terra que permanece a mesma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s