Contribuições de S. Jevons, K. Menger e L. Walras;

Jevons: William Stanley Jevons (1835 – 1882) foi um economista britânico. Foi um dos fundadores da Economia NeoClássica e formulador da teoria da utilidade marginal que imprimiu novo rumo ao pensamento econômico mundial, especialmente no que se refere a questão da determinação do valor, solucionando o paradoxo utilidade na determinação dos valores das coisas (por que o pão, é barato, e o diamante, quase inútil, é caro?

Sua principal obra foi Theory of Political Economy (1871), livro de importância relevante na história do pensamento econômico, em que expos, de forma definitiva a teoria da utilidade marginal, desenvolvida paralelamente por Karl Menger em Viena e Léon Walras na França.

Teve outros livros importantes em que examina o problema das flutuações econômicas. Defendia o uso da economia matemática, pois a economia lidava com quantidades e formulou a equação das trocas, que estabelecia a igualdade entre a utilidade marginal do item consumido e seu preço.

Jevons utilizou a matemática para alcançar seu objetivo de igualar a Economia às Ciências Naturais. No começo da década de 1870, simultaneamente aos trabalhos de Walras e Menger, publicou uma síntese elaborada das teorias do consumo, da troca e da distribuição, assentando assim as bases para a “revolução marginalista” que lhe seguiu.

Considerava que a utilidade só pode ser medida em termos ordinais e que a utilidade proporcionada por um bem é inversamente proporcional à quantidade desse bem previamente possuída. Também estabeleceu claramente a diferença entre utilidade total e o que chamou de “grau final de utilidade”, que depois recebeu o nome de utilidade marginal.

Jevons afirmou que “o valor do trabalho deve ser determinado a partir do valor do produto e não o valor do produto a partir do valor do trabalho”, contradizendo assim a teoria clássica da tradição ricardiana e marxista.

  1. Menger: Karl Menger (1902-1985) foi um matemático austríaco. É conhecido pelo Teorema de Menger. Trabalhou em álgebra matemática, teoria da curva e dimensão, entre outras áreas. Contribuiu com a teoria dos jogos e ciências sociais.
  2. Walras: L. Walras (1834-1910) foi um economista e matemático francês, ficou conhecido pela Teoria do Equilíbrio Geral. Walras também ficou conhecido pela criação do processo “tâtonnement” (tatear, em português), que descreve como determinado mercado pode atingir o equilíbrio, tendo em conta que o equilíbrio geral, conforme delimitado pela matemática, pode não ser possível. É considerado um dos fundadores da chamada Escola de Lausanne de Economia, ou Escola Matemática. Walras defendia a livre iniciativa como instrumento para alcançar a justiça social e a justificativa matematicamente, unindo as teorias de produção, troca, moeda e capital. Estavam lançadas as bases para a teoria marginalista.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s