Fisiocracia

Texto original: http://grupokecon.wix.com/eugenvonecon#!Fisiocracia/cct9/5C9A2228-93B6-4D9A-A7EC-576B1E326598

  A primeira corrente de pensamentos a diferir do mercantilismo foi a fisiocrata, que teve como líder um francês François Quesnay, que discordava do princípio mercantilista de que a riqueza provém da indústria e do comércio.

 Como principal diferença em relação a corrente de pensamento mercantilista, os fisiocratas concordavam e afirmavam que a riqueza provinha da agricultura, não da indústria e nem do comércio, François Quesnay chegou a demonstrar uma teoria em que os excedentes gerados pela terra fluíam e supriam a economia.

 Em geral os fisiocratas defendem esta visão, em que a produção de bens e serviços se dá pelo consumo de excedentes agrícolas, divergindo com as teorias anteriores e usando o trabalho produtivo no lugar da balança comercial ou o acúmulo do ouro.

Principal Referência

FUSFELD, R. Daniel. A Era do Economista. Rio de Janeiro: Edições Financeiras S. A.. 1969

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s